5 Planners lindos e grátis para download

20 de jan de 2017

Um dos meus tópicos favoritos é organização! Todos os anos eu pesquiso formas novas de me organizar e melhorar em relação ao ano anterior! E o que vem dando muito certo comigo é imprimir (mensalmente) um planner do mês onde eu possa anotar as tarefas, provas, consultas médicas e outros compromissos! Então, decidi fazer um post com algumas dicas para vocês de planners lindos e gratuitos

Bom, se você caiu de paraquedas e não sabe o que um planner, eu te explico: é como uma agenda, só que mais criativa, com menos datas e mais espaços para seus objetivos pessoais. Tem uns que são apenas um calendário cujos dias têm espaços imensos para escrever tarefas (esses são os mais simples e os que mais gosto) e tem outros que nossa, eles têm a sua vida inteira. Arrisco dizer que você precisa ter um planner para poder programar todos os momentos em que você vai ter que sentar para escrever no seu planner porque olha, não é fácil… Mas provavelmente é muito interessante para quem gosta de escrever e ama agendas de papel daquelas bem completas!

Planner do Ateliê Craft

O planner do Ateliê Craft é o mais básico da minha seleção e meu favorito, ele é tipo um calendário mais espaçoso, com design muito fofo! Clique aqui para saber mais e fazer o download.

Planner Casinha Arrumada

Já o planner do Casinha Arrumada lembra bastante uma agenda, é bem mais completo: contém um calendário personalizado do mês, bem como listinha de metas do mês e planejamento financeiro. Clique aqui para saber mais e fazer o download.

Planner Não me Mande Flores

Já o planner do Não Me Mande Flores lembra bastante nossa primeira opção, mas ele tem um visual bem minimalista e tem o espaço para metas da semana, o que acaba sendo bem estimulante. Além disso, em 2016 também está disponível: planner semanal, diário, anual, stickers e outras opções! Clique aqui para saber mais e fazer o download.

Planner Na Estante

Se você procura um planner mais completo, o da Michaella é uma ótima opção! Contém espaço para senhas, aniversários, wishlist, séries para acompanhar, leituras, contatos e, claro, planejamento mensal e diário horizontal assim como despesas do mês! Clique aqui para saber mais e fazer o download.

Planner O melhor de mim

Esse é um dos meus favoritos! O estilo minimalista e as cores conquistaram meu coração! Clique aqui para saber mais e fazer o download.

Lindos ou lindos? Tenho certeza que vou imprimir um pra mim… E vocês, curtiram o modelo? Gostam de planners e agendas de papel? Me contem nos comentários! E se virem algum outro planner lindo e grátis por aqui, deixem o link que atualizo o post

Felicidade Invisível - Larissa Azevedo

18 de jan de 2017

Pessoal, a resenha de hoje é de um conto maravilhoso escrito pela autora brasileira Larissa Azevedo (atualmente parceira do blog)! Eu me apaixonei pela escrita, pela história e por todos os detalhes que ela transmitiu tão bem, tenho perfeitamente o cenário da história em minha cabeça e mal posso aguardar pela continuação! Vamos conferir um pouco mais dessa história que já ganhou lugar no meu

Durante a leitura, acompanhamos a história de Maeve MacCleury , filha caçula de Brendon e Caylie MacCleury. Descendente de uma gigantesca e antiga família tradicional irlandesa, também de uma geração de "guardiões da Felicidade", ou como seus ancestrais a chamam “Crainn Chiara”.

Cada família de guardiões, incluindo a sua, é responsável por armazenar momentos de extrema felicidade em globos de vidro (o que inspirou nossa decoração de natal). Esses momentos, são resgatados apenas na véspera de Natal e colocados nos galhos de um enorme pinheiro escocês, exatamente à meia-noite, fazendo com que o mundo seja invadido por uma felicidade incomum, capaz de preparar a humanidade para encarar mais um ano.

"Já percebeu que, sempre que chega o Natal, uma felicidade entra em nossos corações? Felicidade essa que nos prepara para encarar mais um ano."

No entanto, após tantos séculos e a humanidade foi ficando cada vez mais egoísta, a felicidade verdadeira foi diminuindo e a quantidade de árvores e plantas também. Maeve sente que deve fazer algo para mudar, sem falar, que faltam poucos dias para o natal e ela ainda não conseguiu preencher nenhuma Felis,seu apelido para os globos de cristal.

Porém ela já estava bem perto de conseguir! Há um tempo Maeve vem sentindo a felicidade de Henrique. Henrique é formado em engenharia civil e apaixonado por dança, e apesar dos preconceitos que ele enfrenta em sua família, ele segue com o seu sonho e batalha para conseguir se aperfeiçoar no que ama. E tem se preparado para sua primeira grande apresentação!

Muitas vezes estar feliz é ter vencido alguma barreira. Ou algo que o estava impedindo de ser feliz.

Durante um de seus ensaios, Maeve o segue para assistir e encantada pelos movimentos de Henrique, esquece de ficar invisível e acaba sendo vista por ele. Ali mesmo, surge uma amizade entre eles. Um irá ajudar o outro de maneiras diferentes e cada vez mais a Maeve está próxima de encher sua Felis...

Nossos problemas nos fortalecem e nos fazem pessoas melhores. E acho que você passou pelo mesmo, é o que eu sinto.
Minhas impressões
Felicidade Invisível é um conto encantador, a história é inspiradora e motivadora! Henrique me ensinou que nunca devemos desistir de nossos sonhos, devemos lutar pelo que amamos e queremos. Maeve me ensinou a ter esperança e a sempre estar disposta e empenhada em ajudar aqueles que precisam de nós.

Adorei o fato de conhecer um pouco da história celta, nem imaginava que algumas de nossas tradições são inspiradas nas celtas e espero conhecer muito mais sobre esse povo nos próximos contos.

Li o conto em poucas horas. A escrita da autora é extremamente leve e fluída, a história se desenvolve perfeitamente e os personagens estão muito bem construídos, assim como toda a fantasia. Somos capazes de montar o cenário completo entende?

Enfim, super recomendo! A diagramação está belíssima e a capa é um espetáculo, além de ser linda, ela contém elementos da história. E mal posso esperar pela continuação!

A Grana - Cynthia D'Aprix Sweeney

13 de jan de 2017

A Grana
Cynthia D'Aprix Sweeney
Intrínseca, 2016
336 páginas

Leo Plumb estava bêbado e drogado quando fugiu sorrateiramente da festa de casamento do primo, levando uma das garçonetes. No calor do momento, os dois sofrem um acidente de carro com graves consequências. Leo precisou usar o dinheiro de uma conta da família, o pé-de-meia que garantiria o futuro dos irmãos Plumb. Ansiosos para receberem sua parte e horrorizados ao descobrirem que a mãe permitiu que Leo torrasse aquela grana, eles marcam um encontro para deliberar quando e como o dinheiro será restituído. Os irmãos terão que superar antigos ressentimentos e as escolhas erradas que fizeram na vida.


Comecei a ler A Grana apaixonada pela capa do livro, pela edição fantástica, personagens bacanas, mas acabei me decepcionando por um enredo tão confuso...

A Grana é um drama familiar sobre a família Plumb, uma família que já foi muito rica, porém faliram e ainda se ressentem por não serem do jeito que eram antes. E, com o passar dos anos, a situação financeira da família não teve grandes mudanças, apesar de Leo Plumb (pai) ter feito muito sucesso no mercado de plásticos absorventes.

Então, após o nascimento de seus quatro filhos: Leo, Beatrice, Jack e Melody. Leo (pai) resolveu criar um fundo financeiro (o chamado pé-de-meia) que garantiria o futuro dos irmãos Plumb. No entanto, o dinheiro só poderia ser retirado assim que a caçula (Melody) fizesse exatos 40 anos. A única pessoa autorizada a fazer retiradas de emergência era a mãe deles.

Até o dia em que Leo Plumb, o irmão mais velho, casado, irresponsável, sofre um acidente bêbado e drogado e precisa indenizar a garçonete de uma festa onde ele estava antes de saírem juntos. A questão é: Leo tinha dinheiro para indenizar a moça? Não, então sua mãe achou mais conveniente usar o dinheiro do Pé-de-Meia como um empréstimo, afinal era uma emergência e eles não poderiam se envolver em escândalos.

Em seguida Leo foi internado numa clínica de reabilitação e quando saiu precisava lidar com seus irmãos, que ansiosos para receberem sua parte e horrorizados ao descobrirem que a mãe permitiu que Leo torrasse aquela grana, marcaram um encontro para deliberar quando e como o dinheiro seria restituído. O problema é que Leo estava falido, sem emprego e nem sequer tinha onde morar. Aí que começava o episódio digno de Casos de Família.

Reunidos novamente, como nunca estiveram, os irmãos terão que superar antigos ressentimentos e as escolhas erradas que fizeram na vida. Uma análise inteligente e afetuosa de como a expectativa desempenha um papel central em nossas vidas, A grana tem o ingrediente mais explosivo de qualquer boa briga de família: dinheiro.

Minhas impressões

O Leo é o personagem central do livro, só que além dos irmãos e da mãe que também tem seus pontos de vista mostrados pela autora, têm os pontos de vista das pessoas que de alguma forma estão interligadas ao Leo. A partir daí é que o enredo fica confuso, a gente lê a perspectiva de uma personagem só porque ela apareceu em uma cena anterior e isso vai quebrando a história em vários pedaços que acabam ficando desconexos.

Confesso que achei um pouco desnecessário, porque de certa forma os protagonistas da história, os Plumb, perdem o espaço central. Porém, o livro também possuis seus aspectos positivos, foi interessante acompanhar como essa tragédia, mesmo que de uma forma ruim, uniu os irmãos e deu um novo início de vida a Leo.

Apesar de ser uma leitura interessante, não leria novamente, já que não entendi muito bem o propósito do livro... Se derem uma chance, me contem se têm a mesma opinião!

 
Todos os direitos reservados © - Tecnologia do Blogger Layout e desenvolvimento por Carla Vieira · Ilustração por Laura Melo