Falando sobre padrões de beleza

29 de set de 2014

É realmente admirável ver uma pessoa que mesmo com todas as suas imperfeições consiga se aceitar e ser muito feliz a seu gosto, sendo ela mesma, porque podemos mudar nossa rotina, nossas roupas, nosso cabelo, mas não podemos mudar o que sentimos e quem realmente somos de fato, a nossa essência fica conosco para sempre e devemos aceitar isso de qualquer forma porque é isso que nos diferencia dos outros, que nos torna únicos. Pois o que importa mesmo é o que somos, o que fazemos e o que estamos tentando ser.

Às vezes fico pensando sobre o PIB (Padrão Inatingível de Beleza), ainda mais depois desse "desafio" de tirar fotos sem maquiagem. Para ser bem sincera, não acho que seja desafio mostrar como é aquela garota, mulher, senhora linda que se esconde por baixo de tanta maquiagem. Cada um tem que estar bem consigo mesmo (com ou sem maquiagem, não importa) e se sentir feliz assim. Não acho nada corajoso postar foto sem maquiagem, corajoso mesmo é ser quem você realmente é, em todos os lugares e com todas as pessoas.
"O maior erro de noventa e nove por cento das pessoas é ter vergonha de serem quem são, é mentir a esse respeito, fingindo ser alguém diferente. A honestidade era a sua marca, a sua arma, a sua defesa. Quando somos honestos, as pessoas se assustam, ficam chocadas.” J.W. Rowling

Todo mundo passa por um período de não aceitação, principalmente na adolescência, a época em que estamos mais vulneráveis. Estamos tentando se encaixar em grupos, ser quem não somos, ser aceito e alcançar um Padrão de Beleza que é INATINGÍVEL. Ninguém é perfeito, talvez, o que te faça pensar que aquela garota da sua escola é perfeita, seja o fato de que ela se aceita do jeito que ela é e possui autoconfiança, mas você se incomoda com ela e aí você a crítica "Mas, o cabelo dela nem é natural", "Imagina ela sem maquiagem, um horror!" etc.

No fundo, no fundo, a verdade é que crescemos querendo buscar a perfeição. E, como ela é inatingível, a gente acaba apontando os defeitos dos outros. E, enquanto aponta no outro aquilo que você supõe que é imperfeito, acabamos apontando para nós mesmos e nossos próprios “defeitos”. Mas, um dia você descobre que a perfeição não exite, mas é vendida para você através da mídia. Crescemos com milhares de revistas e filmes nos mostrando como devemos ser. E superar isso, não é fácil. Demoramos a aceitar a própria aparência, nossas características, manias e limitações. Mas dá sempre para mudar o corte, fazer ginástica e/ou mudar a alimentação. Mas tranquilidade mesmo, a gente só consegue quando realmente se aceita. Talvez, alguns dias, olhar para o espelho realmente doa. Olhar para o outro também. Mas olhar para dentro da gente? Isso eu te garanto, é a melhor sensação do mundo.
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros que tenta resgatar a época de ouro dos blogs pessoais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Se quiser participar do nosso grupo no facebook, clique aqui e também inscreva-se no Rotation.
4 comentários:
  1. Super verdade Carlinha,feliz mesmo é quem consegue ser do jeito que é,sem pressões nem padrões. A gente passa tanto tempo querendo mudar que esquece de como é bom sermos nós mesmos.
    Adorei,beijos ♥ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Jenny, exatamente o que você disse! Beijos <3

      Excluir
  2. Carla, AMEI seu post. Complementando o que você disse, eu gosto muito de ver que, ultimamente, têm mais comerciais e uma certa propaganda em cima da essência da pessoa, mostrando que o que vemos na revista não é verdade, é puro Photoshop. Tem marcas que fizeram isso, cantoras fazem isso, me parece que essa obsessão pela beleza está começando a ser observada mais de perto, e isso é muito bom. Espero que não seja coisa da minha cabeça. Até porque o objetivo real e inicial do #stopthebeautymadness era legal, mas acabou virando um meme ridículo no Facebook.
    Enfim, parabéns pelo seu texto. O que importa é a gente se aceitar do jeito que é, sendo feliz dessa forma :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade ainda bem que temos um pouco mais de esclarecimento sobre o assunto e também acho que acabaram tirando o foco da campanha :( Eu vi clipes bem legais, ensaios fotográficos falando sobre o assunto e adorei!
      Obrigada mesmo Gabi!
      Beijos

      Excluir

 
Todos os direitos reservados © - Tecnologia do Blogger Layout e desenvolvimento por Carla Vieira · Ilustração por Laura Melo