A metáfora da caixa de bombom e a intolerância na internet

27 de jul de 2015

Tenho certeza que você já presenciou diversas discussões nas redes sociais, principalmente sobre temas polêmicos, como o aborto. E já deve ter percebido que nem sempre essas discussões acabam bem. Para termos uma noção, irei usar como exemplo as eleições do ano passado: de acordo com o Safernet, o número de denúncias sobre crimes de ódio na internet mais que triplicou nos dias próximos da votação em 2014. O que acontece é que as pessoas estão brigando, discutindo e desfazendo laços de amizade, profissionais ou até familiares por causa de opiniões políticas divergentes. Mas por que isso acontece?

Assuntos que dividem opiniões são comuns, e é completamente natural e necessário que as pessoas debatam sobre isso e que tenham opiniões divergentes, mas é um pouco chato quando as discussões partem para o rumo dos rótulos. Ou você é uma coisa ou é o seu oposto, as pessoas dividem o mundo em preto e branco, essas pessoas são os chamados radicais binários.

Comecei a escrever esse texto após ver um vídeo genial que uma querida amiga compartilhou em seu facebook. O vídeo se chama "A Metáfora da Caixa de Bombom" e foi criado pelo youtuber Clarion de Laffalot. Abaixo o vídeo para que vocês assistam e reflitam:

Nesse contexto, muitas injustiças estão sendo cometidas, desde propagação de conteúdo preconceituoso até suicídios provocados pela insistência e propagação do conteúdo ofensivo sem compaixão. As pessoas utilizam o facebook como o seu tribunal e transformam-se em juízes da imoralidade alheia sem se preocuparem com a avaliação dos seus próprios atos. Isso porque são simplesmente ignorantes e saem repetindo o que os seus “amigos” dizem, sem terem o menor sentimento ou raciocínio sobre o fato OU, o que é pior, possuem interesse na exposição negativa de determinada pessoa, e ainda usam o pretexto que estão apenas usando seu direito de liberdade de expressão.

“Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões e ideias. Entretanto, o exercício dessa liberdade não deve afrontar o direito alheio, como a honra e a dignidade de uma pessoa ou determinado grupo. O discurso do ódio é uma manifestação preconceituosa contra minorias étnicas, sociais, religiosas e culturais, que gera conflitos com outros valores assegurados pela Constituição, como a dignidade da pessoa humana. O nosso limite é respeitar o direito do outro.”

Todos temos liberdade de pensamento, manifestação, expressão e mudar de opinião. Mas antes de mudar a sua, forme uma raciocinando, e não se deixe levar pelos ignorantes que propagam informações com conteúdo preconceituoso. Agir sem pensar, especialmente com vingança, intolerância e violência é completamente errado. Pense primeiro e só depois poste. Se não é capaz de viver assim, saia das redes sociais, você pode machucar as pessoas se decidir transformá-la em seu tribunal.

Não concorde ainda com o que foi dito nesse texto. Pense primeiro e depois forme sua própria opinião. Se gostar, poste, se não gostar, utilize o espaço de comentários para criticar com educação e bons fundamentos.

 
Todos os direitos reservados © - Tecnologia do Blogger Layout e desenvolvimento por Carla Vieira · Ilustração por Laura Melo