Feliz Livro Novo!!!

2 de jan de 2016

Inicialmente, eu iria postar esse texto ontem, mas eu fiquei muito tempo pensando e refletindo sobre um ano novo sabe? O ano novo é o momento mais interessante do ano desde que a humanidade começou a contar os anos. É um momento mágico em que o céu se ilumina com fogos de artifícios como nos anos anteriores, um momento em que nos lembramos do que houve nos últimos 365 dias que vivemos e um momento em que fazemos novos desejos de melhoras para os próximos 366 dias que virão. Assim como um fogo de artificio que estoura no céu, o passado é um momento distante que você não pode tocar, apenas relembrar.

À meia-noite, quando fechei os olhos para desejar alguma coisa, me lembrei de tudo que havia rezado baixinho para que desse certo, das coisas que me marcaram, daquilo tirou meu sono, daquilo que me fez sofrer. Me lembrei dos dias em que poderia ter evitado uma briga, dos momentos em que poderia ter dado um abraço apertado e dito o que realmente era necessário. Me lembrei de tudo que havia feito, e de tudo que havia deixado de fazer. Me lembrei dos medos que me acorrentaram e do pânico diário que me fez retroceder. Por fim, apenas abri os olhos, dei um sorriso bobo e só desejei ter fé. Desejei poder fazer diferente. Desejei poder fazer a diferença.

2015 foi colocado nas minhas mão para que eu fizesse o que bem entendesse com ele. Como um livro em branco, e era meu dever preenchê-lo com poemas, pinturas, fotos, momentos felizes ou tristes, não haveria julgamentos. Hoje já é 2016 e 2015 já é um livro escrito e concluído. Não há nada mais que eu possa fazer e já me acostumei com isso, é um ciclo encerrado. Como um livro que tivesse sido escrito e que um dia será lido, com todos os detalhes, e eu nunca poderei mudar a fala de uma personagem, tornar uma cena mais romântica, sabe? Está completamente fora do meu alcance.

Portanto, apesar de 2016 já ter chegado, é importante refletir, pegar meu velho livro e o folheá-lo com cuidado. Deixar passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência, fazer o exercício de ler a mim mesma. Apreciar aquelas páginas da minha vida em que usei meu melhor estilo haha Ler também as páginas que eu gostaria de nunca ter escrito. Não, não tentarei arrancá-las. Seria inútil. Já estão escritas. Mas você posso lê-las enquanto escrevo um novo livro que me foi entregue. Assim, poderei repetir as boas coisas que escrevi, e evitar repetir as ruins. Para escrever o meu novo livro, contarei novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terei, para preencher, toda a imensa superfície do meu mundo.S e tiver vontade de beijar meu velho livro, é o que farei, Se tiver vontade de chorar, chorarei sobre ele!

Então que venham mais 366 possibilidades de reescrever nossa história. Que venham mais 366 oportunidades de levantamos e irmos à procura do que nos faz bem. Que venham mais 366 chances para sermos felizes. Pode ser o melhor ano da sua vida, mas não vai depender de mim, do seu vizinho ou de uma moeda jogada na fonte, depende de você mesmo e da sua vontade em fazer 2016 ser épico. Faça acontecer. Faça valer a pena ler o seu livro no final desse ano...

 
Todos os direitos reservados © - Tecnologia do Blogger Layout e desenvolvimento por Carla Vieira · Ilustração por Laura Melo