100 Dias de Felicidade - Fausto Brizzi

27 de jan de 2017

100 Dias de Felicidade
Fausto Brizzi
Suma das Letras, 2014
312 páginas

“Não tenho nenhum feito ou mérito para ser lembrado na posteridade. Para justificar uma placa de mármore em um edifício. Uma placa diante da qual alguém passe e diga: ‘Vou ver rapidinho na Wikipédia quem era esse Battistini!’ Ainda assim, tenho uma mulher e dois filhos que amo, amigos maravilhosos, um time de garotos que dariam a vida por mim. Cometi alguns erros, farei outros ainda, mas também participei da festa. Eu também estava lá. Em um canto, talvez; eu não era o aniversariante, mas estava lá. A única tristeza foi ter que descobrir que vou morrer para começar a viver.” Esta é a história de Lucio Battistini, apaixonado pelo time de polo aquático que treina e pela família: a mulher e os dois filhos pequenos. É a história de como ele viveu os últimos 100 dias de vida com o “amigo Fritz”. E de como, contra todas as probabilidades, aqueles foram os melhores dias de toda a sua vida.

Imagine se você tivesse apenas 100 dias de vida! O que faria com eles? Lutaria para sobreviver ou faria as maiores loucuras que sempre sonhou? Essa é a decisão com a qual Lucio Battistini tem que lidar! É a história de como ele viveu os últimos 100 dias de vida com o “amigo Fritz”. E de como, contra todas as probabilidades, aqueles foram os melhores dias de toda a sua vida.

A narrativa começa com Lucio Battistini já nos avisando que ele tem um tumor, o qual apelidou de "Fritz". Voltando a antes da descoberta de sua doença, ele nos conta como conheceu sua linda esposa Paola, como tiverem dois filhos lindos e como conseguiu ser imbecil o suficiente para trai-la sem motivos! Aí criamos uma relação de amor e ódio com a personagem. Paola não o perdoa ao saber da traição e eu muito menos, se em algum minuto a esposa devota pensou " Me traiu? Que morra então..." a vontade foi atendida rapidamente.

Lucio é apaixonado por polo aquático e é professor em uma academia, um cara comum, italiano, que levava a vida na esportiva, de repente se vê no olho do furacão. Ele cometeu alguns erros e vai cometer outros, como bem detalhou na sinopse acima, mas o interessante é como ele nos mostra como escolheu viver os melhores 100 dias do resto de sua vida.

" Cem dias.
Não pensei nisso.
Ninguém nunca pensa nisso.
O que você faria se tivesse exatamente cem dias de vida?"

Assim que comecei o livro, imaginei que ele seria diferente de tudo que até hoje já havia lido e fui realmente surpreendida! Primeiramente que a história se passa na Itália e traz alguns detalhes dos costumes e da culinária desse país tão fantástico que tenho vontade de conhecer.

Além disso, Lucio é apaixonado por inventores e costuma atribuir o protótipo ou as ideias iniciais de toda e qualquer invenção a Leonardo da Vinci. Esse ponto parece um detalhe bobo, mas garante boas risadas durante a leitura. Me surpreendi com uma história bem real, super bem escrita, com questões familiares importantes e muito humor.

Lucio narra sua história de forma mais descontraída possível. O cara é mestre em ser engraçado. O livro, por mais que fale da morte, é cheio de vida. A nossa introdução na vida de Lucio é rápida, simples, tão leve que você se sente parte da história. E temos capítulos que Lucio quer que você seja parte da história. Ele deixa páginas para você, leitor, se expressar. :)

"A lista pode ser infinita, cada um de nós já viveu milhares de últimas vezes sem saber. Aliás, o bom da brincadeira é justamente isso. Não saber. Mas se, como no meu caso, você sabe muito bem quais são as últimas vezes, as regras de repente, mudam. Tudo ganha um peso e uma importância diferentes."

Durante o livro, Lucio batalha para reconquistar Paola, cenas que são extremamente fofas e de cortar o coração! Lucio quer passar o máximo de tempo possível perto dos filhos, Lorenzo e Eva. Essas crianças são umas preciosidades. Impossível não ama-las. As cenas delas com Lucio são super tocantes. Chorei em várias. Mesmo contendo partes que te tiram risadas, ao mesmo tempo te roubam lágrimas por ser tão emocionantes. Você fica pensando nelas, sabe?! Pequeninas criancinhas que vão crescer sem seu pai por perto. E Lucio faz você sentir isso. Ele te passa exatamente isso através de sua narração. Os momentos que ele irá perder ao lado dos filhos!

Os momentos de Lucio ao lado dos amigos, Conrado, Umberto e seu sogro Oscar, são extremamente divertidos. Tem uma cena pra lá de boa onde Lucio procura uma maneira de contar a Conrado e Umberto que está morrendo. É uma das melhores cenas!

E por mais que saibamos que o fim de Lucio é eminente, lá no fundo torcemos para que isso não aconteça. Para que ele possa ver seus filhos crescerem. Para que ele envelheça ao lado de sua adorada esposa, Paola. Para que ele coma mais rosquinhas feitas na confeitaria de seu sogro. Para que ele saia mais com os amigos nos divertindo com essas cenas. Para que ele... para que ele...Poxa, para que ele viva.

No entanto, temos que lidar com a realidade, as pessoas vivem e morrem. Ás vezes morrem cedo demais, o que é de cortar o coração. E Fausto Brizzi traz essa realidade para dentro de seu livro. Ele não cria ficção. Ele cria uma história real em que momentos de alegrias vão acontecer, mas os de tristezas também...

Minhas Impressões
100 Dias de Felicidade é um livro agridoce. Vida e morte. Alegrias e tristezas. Perdas e ganhos. Dor e Amor. Tudo junto e misturado num livro de capa perfeita e com conteúdo ímpar. Este é um livro que te leva a pensar na vida. No amanhã. Que em um momento você está aqui e no outro... puft! Ele te leva a pensar em como viver melhor sua vida. Repensar seus conceitos e definições. Repensar suas ações. Palavras. Atitudes... Tantos aprendizados que nem consigo listar todos.

Peço que leiam. Sei que não é um livro para todos, por ser um pouco reflexivo e nem sempre alegre, porém é lindo demais, daqueles livros que acrescentam alguma coisa na vida do leitor. Nunca tinha lido nada de algum escritor italiano e me apaixonei por Fausto. Tenho que procurar conhecer escritores de outras culturas. Ver formas diferentes de escritas. Estamos tão acostumados com escritores americanos que nos esquecemos que o mundo é vasto e existem milhares de escritores esperando serem descobertos.

37 comentários:
  1. Nunca li um livro com esse tema, mas até que me interessei, vou dar uma olhadinha dai eu venho te contar o que achei ok?
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo! Dá uma olhada e me conta siim <3
      Espero que goste!
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Carla!
    Que resenha mais linda (fotos, texto, tudo!). Fiquei com muita vontade de ler o livro e de entender um pouco mais dessa realidade tão dual como a de alguém que tem os dias contados.

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi fê!
      Obrigada <3 Leia e espero que goste!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Carlota Maria :)
    Adorei suas fotos, você poderia me dar algumas dicas de como fotografar livros, porque não é algo com que estou muito familiarizada, haha. O meu negócio são as flores, eita!
    A resenha me cortou o coração, mas também me deu vontade de ler o livro!
    Parabéns, beijos açucarados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii bruuh!
      Claro que posso haha
      Beijos e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  4. Olá, esse é uma leitura que quero fazer. É uma situação super complicada essa com a qual o protagonista tem que lidar, ter apenas mais 100 dias, mas pela sua resenha me parece também uma leitura que tem sua dose de humor, apesar da temática.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, apesar de ser tratar da morte, como disse, é um livro cheio de vida que sempre recomendo a todos!
      Espero que leia <3
      Beijos

      Excluir
  5. Olá,
    Essa é a segunda resenha que leio sobre a obra e só me deixou ainda com mais vontade de mergulhar na obra e conferir essa mistura agridoce que o autor nos traz através de Lucio e seu tumor.
    Saber que a leitura é bem divertida mesmo se tratando sobre um tema delicado como a morte me deixa bem intrigada para ver como o autor trabalha tal tema com tamanha leveza.
    Adorei saber suas impressões.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michele!
      Obrigada pelo comentário, espero que leia o livro e goste!
      Beijos

      Excluir
  6. Olá, tudo bem?
    Pela sinopse já percebi que seria um livro muito fofo e de tocar o coração! Não conhecia este livro, ou talvez não lembre até o presente momento mas o livro parece ser daqueles que nos faz parar para pensar um pouco.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Larissa!
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  7. Olá Carla, esse livro parece ter um enredo tocante e divertido ao mesmo tempo e com uma boa dose de reflexão *-* Adorei a dica e assim que tiver uma chance pretendo lê-lo.

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jéssica!
      Tem mesmo viu? Leia sim, tenho certeza que irá gostar!
      Beijos

      Excluir
  8. OI Carla,
    Simplesmente amei sua resenha e o livro!
    Vou adicionar à lista do skoob pois o livro realmente me interessou. Gosto muito da cultura italiana e meu sonhe é conhecer o país um dia. Também gostaria de ler esse livro por ele não ser nada clichê. Acho que se eu tivesse 100 dias de vida, faria com que todos se lembrassem de mim de uma maneira positiva, criando memorias para eles.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica!
      Obrigada pelo comentário!
      Que maravilha, fico feliz que tenha gostado e concordo com você!
      Beijos

      Excluir
  9. Essa história parece ser bem inspiradora, daquelas que nos fazem parar e repensar como estamos gastando os nosso dias por aqui! Adorei <3
    http://colorindonuvens.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Dai! é exatamente assim
      beijos

      Excluir
  10. Adorei sua resenha e vou ler esse livro sem dúvidas, pelo que você disse eu pude perceber que é exatamente o tipo de livro que estou precisando ler!

    Parabéns pela resenha, beijos!

    http://capricati.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo Tatiana! Depois me conta o que achou!
      Beijos e obrigada pelo comentário :D

      Excluir
  11. Já tinha visto esse livro algumas vezes, mas ele nunca me chamou a atenção. Lendo sua resenha ela me despertou a curiosidade pela história. Gosto de livros que nos acrescentam algo, que nos fazem ver o mundo de uma nova forma.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, também sou assim em relação a livros!
      Espero que leia e goste!
      Beijos

      Excluir
  12. Não é o tipo de livro que costumo ler, mas fiquei muito curiosa pelo papel da cultura italiana no desenvolvimento da história. Vou ver se encontro pro Kindle.

    www.coadjuvando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que deve encontrar Andressa! Espero que leia, foi muito bom ler algo fora da minha zona de conforto!
      Beijos

      Excluir
  13. Eu gosto da ideia desse livro, mas ao mesmo tempo não sei se consigo lidar com a ideia de que ele vai morrer, sabe? Talvez a história se tornasse muito angustiante para mim.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez mari! Mas garanto que o autor dribla muito bom essa angústia e acabamos lidando com a morte como uma velha amiga!
      Beijos

      Excluir
  14. O que cê falou é muito certo: estamos mesmo acostumados a escritores norte-americanos, tanto que acabamos negligenciando a literatura de outros países. Sempre tento dar uma balanceada nisso, lendo coisas que não são tão divulgadas e de autores estrangeiros - e nacionais também!

    Bah, eu achei muito interessante o livro. Quer dizer, gosto de personagens ambíguos, e a ideia de ter mais 100 dias é algo que causa aflição, mas pode render um plot bem interessante. Quero lê-lo!

    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mia! É exatamente isso, eu tenho tentando variar um pouco, estou até pesquisando livros de autores japoneses!

      Que ótimo, espero que leia!
      Beijos

      Excluir
  15. Adorei a resenha! Todos os personagens parecem realmente cativantes, e a história parece fluir de um jeito ótimo! O protagonista parece bastante profundo e bem construído, principalmente por nos apresentar os erros estúpidos que ele cometeu na vida, e mesmo assim tentar consertá-los depois. E, sobretudo, não deixar um tumor fatal atrapalhar seu bom humor. Fiquei bem curiosa com a história!
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Marcela!
      Você pegou a essência da história! É exatamente isso! Uma leitura maravilhosa!
      Beijos

      Excluir
  16. Parece um livro um pouco tenso, mas interessante.
    http://www.izcordeiroblog.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bella, na verdade, o autor conduz uma história e acaba disfarçando muito bem a tensão!
      Beijos

      Excluir
  17. Fiquei surpresa por ler que mesmo tendo uma temática triste o livro consegue ter uma veia cômica.
    Mas confesso que me falta coragem pra ler um livro que sei que vai terminar em choro. hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha eu te entendo! Mas pode ler sem medo!
      Beijos

      Excluir
  18. Acabei de ler um livro sobre doença e como aproveitar a vida também. Eu acho esse tipo de história bastante estimulante, mas não estou bem no momento para ler esse livro haha. Mas gostei do fato de ser um escritor italiano, talvez eu leia no futuro ^^

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo vitória! Ler um livro às vezes tem uma fase melhor haha
      Espero que leia!
      Beijos

      Excluir
  19. Muito interessante! Este é aquele tipo de livro que nem daria bola se visse a capa na livraria, mas ler essa resenha foi mágica. Me parece o tipo de livro que meu pai me daria (ele sempre me dá livros de assunto mais sérios e situações mais cotidianas porque acha que leio muita fantasia e ficção. Tenho a impressão que irei chorar demais com esse livro. E adorei o detalhe sobre Da Vinci, acho esse artista e acho muito legal esse tipo de referencia.

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir

 
Todos os direitos reservados © - Tecnologia do Blogger Layout e desenvolvimento por Carla Vieira · Ilustração por Laura Melo